abril 19, 2017

Dia de todos nós!

          .Sinto - me aviltada  corrompida  violada  estuprada  estigmatizada  indignada  ultrajada  abusada  violentada  diante da  situação dos meus irmãos indígenas.  Mulheres  crianças  jovens adolescentes  guerreiros  caçadores  adoradores de Tupac  Jaci  Iara  Suas divindades protegem as florestas os oceanos e os rios. Não mexeram no sangue da terra. Só usaram dela o que precisavam para sobreviver. Esses povos que reverenciam assim a natureza estão sendo exterminados pelos ambiciosos brancos ricos do mundo.
          Adeus belas cachoeiras quedas da gua magníficas - a maldição do homem branco transformou em hidroelétrica.
          Adeus sangue negro da terra, a maldição do homem branco transformou em isopor, batom, plástico. Adeus árvores frondosas e milenares, a maldição do homem branco transformou em mesa cadeira papel para satisfazer sua vaidade.
          Partiram índios ao meio!. Um frei que testemunhou as barbaridades que os brancos da Espanha cometeram contra os nativos (Frei Bartolomé de las Casas) conta que eles apostavam entre si quem de um só golpe cortava mais cabeças.   Eles os queimavam vivos! E ainda fazem isso. De sua maneira dita civilizada. Em nome da ordem, do progresso e do que chamam civilizacao e desenvolvimento.
E tendo dado fim nos índios,   sobramos nós,  os descendentes da miscigenação,  também chamados de trabalhadores ou proletariado! . Querem nos escravizar, querem nos negar os mais simples direitos que conquistamos  nos últimos 15 anos. Para eles somos a ralé.  Podemos morrer á míngua.  Não lhes diz respeito. Por que temos que aceitar? Os índios não sabiam se defender. Os africanos haviam sido arrancados do solo pátrio e transladados á força para o outro lado do mundo
.          E nós?  O que há conosco? O que nos impede de defendermos nossas crias e a nós mesmos? O que tememos se nada temos pois eles nos tomaram tudo. a única coisa que temos a perder são as correntes[Marx] Tomaram a terra, apossaram - se da língua,  da dança,  da religião,  do modus vivendi,  criaram leis para nós e leis para si. As nossas são entrelaçadas por correntes que nos levam a presídios e as suas são engendradas para consuzí-los à riqueza!
Mas e possível  brandir  as correntes até que elas quebrem as asas dos carrascos e os ponham na rua conosco, em pé de igualdade, cara a cara!
O resto da História proponho escrevermos juntos!
Alegoria de três continentes: ‘A Europa sustentada pela África e pela América’, gravura feita em 1796 pelo artista britânico William Blake (1757–1827).

abril 03, 2017

Gravuras de criança

ESSAS SÃO LINDAS GRAVURAS FEITAS POR SOPHIA NA 3ª SÉRIE. IMAGINO QUE NÃO TENHA SIDO MUITO FÁCIL. PARA A PROFESSORA, AVALIADA DIARIAMENTE POR UMA PEQUENA PENSANTE QUE OBSERVAVA SEUS OLHARES, SEUS TREJEITOS DE BOCA, SEU TOM DE VOZ, SEU GESTUAL  E AINDA LHE COBRAVA RESPOSTAS, NÃO PORQUE SIM OU PORQUE NÃO, MAS RESPOSTAS DE VERDADE, RESPOSTAS DE QUEM EDUCA. N

Como educamos? Será que essa indiferença  repercute  no processo ensino a prensagem?  Aceitamos ser avaliados ou somos, os e as, donos e donas da verdade? 



março 31, 2017

Breve reflexão sobre a afrodescendência e a descendência indígena

     

“A educação colabora para perpetuar racismo”

Kabengele Munanga

          No Brasil escravagista ( não é mais?) – e a escravidão aqui durou mais de 350 anos – os africanos foram proibidos de falar sua língua, professar suas crenças e cultura;(ainda nos dias de hoje temos acompanhado Babalorixás e Ialorixás precisando brigar para manter seus terreiros de Candomblé funcionando), impedidos de aprender a ler e escrever – apenas os negros domésticos, os eleitos das sinhás, (as mulheres também não sabiam ler e viviam controladas primeiro pelo pai e depois pelos maridos) eram muitas vezes mandados a aprender para que lhes pudesse ler ou escrever cartas - e tudo que lhes dizia respeito ( aos negros) era feio e coisa do demônio, então seu cabelo é “ruim”, seu nariz “o boi pisou”, seus lábios são “grossos” e suas nádegas grandes. No branco tudo é belo, lindos olhos azuis, cabelos bons, nariz afilado...

          Quanto a ler e escrever, não existem mais proibições legais, mas uma práxis pedagógica indecente, que corrobora essa antiga perseguição a negros e pobres, onde faz-se de conta que se ensina e faz-se de conta que se aprende; mas, no futuro bem próximo, quando precisar ser aprovado em um concurso ou seleção, o indivíduo que permaneceu analfabeto toda a sua vida escolar, sentirá a falta que faz não ter cobrado dos mestres que lhe ensinasse de verdade.

          No Brasil indígena os nativos explicavam o trovão como uma zanga de Tupã. No Brasil do século XXI ainda ouço pessoas explicarem que, quando troveja, Santa Bárbara está zangada (Dona Iansã, no sincretismo religioso, que a perseguição religiosa gerou). Tudo bem se acreditassem nisso mas conhecessem a explicação científica para o raio e o trovão, mas não é o caso, como se pode verificar em sala de aula, seja ela do 6º ano do Ensino Fundamental ou do 9°, o que sinaliza que seu pensamento ainda é mítico e ainda não encontrou o uso da Razão.

          Não podemos esquecer de refletir também sobre o fato de que a colonização atuou diferentemente com o índio, pois “os negros não tinham alma”, mas os nativos deviam tê-la, já que os maiores intelectuais da Igreja Católica, os Jesuítas, vieram para cá, “salvá-los”. Ensinaram-lhes a falar sua língua e com isso o idioma de cada nação indígena foi sendo esquecido; ensinaram-lhes a fazer preciosos instrumentos musicais e depois mandavam-nos para a Coroa Portuguesa; vestiram roupas em seus corpos nus e livres, acostumados com o sol dos trópicos; encheram suas almas com a ideia do terrível deus católico, ensinaram sobre céu, inferno, purgatório e pecado ao mesmo tempo em que tentavam (e efetivamente conseguiram!) destruir sua mitologia e suas crenças.
    
          Os brancos (des)ensinaram aos índios! Fugindo da escravidão, eles atravessaram o continente, chegando até a Cordilheira dos Andes. Nações inteiras foram mortas e dizimadas, porque não aceitaram ser escravas do elemento colonizador.

          Nos dias atuais podemos acompanhar a saga dos remanescentes indígenas no Brasil, ainda sendo mortos por fazendeiros, latifundiários, grileiros e, principalmente, pelo próprio Estado, que não lhes oferece a proteção necessária e devida.

Alain Touraine - O OCIDENTE DEPOIS DA CRISE

Transcrição de parte de entrevista dada à jornalista       no canal Globo news:
ALAIN TOURAIN:   ... Então eu queria dizer que se vocês conseguirem desenvolver e estimular ainda mais a consciência ecológica, se vocês forem cada vez mais sensíveis à violência contra os seres humanos, de todos os tipos, pois o mundo está cheio de massacres e genocídios, de gente morrendo de fome ou que são deixadas a morrer de fome, então aí surge a pergunta:  Como isso tudo pode caminhar junto? E torna-se necessário um instrumento político para ligar isso tudo, mas aí nós não temos.  Mesmo quando falamos de democracia não sabemos mais do que falamos.

JORNALISTA:E o que o senhor pensa do Brasil politicamente, porque o senhor declarou que temos um sistema político horrível, corrupto;  o que o senhor acha da maturidade democrtática do Brasil?

AT: Eu acho que, historicamente falando, o Brasil teve um sistema político horrível,  com um populismo no limite do ridículo, Jânio Quadros e Jango não foram muito brilhantes.  Foi o colapso do sistema político, e por muito tempo houve incidentes famosos no Congresso, violência, etc. Mas é preciso lembrar que o Brasil viveu 16 anos de formidável consolidação.  Fernando Henrique Cardoso reconstruiu as instituições, começou a fazer as pessoas entrarem em uma casa reconstruída e Lula em seu segundo mandato, incluiu muitas outras pessoas. Então o Brasil de hoje é um país que dispõe de uma infraestrutura e também de uma riqueza econômica que não têm nada a ver... O Brasil se tornou uma grande potência.  O BRIC não quer dizer grande coisa, pois os países são muito diferentes uns dos outros, mas o Brasil é realmente uma grande potência, mas com um sistema político que continua fraco. Não vou citar nenhum partido, mas há grandes partidos no Brasil, aos quais nem adianta perguntar qual é seu programa, pois ele será "x" ou "Y", em aliança com este ou aquele partido





Os ricos do mundo

Os ricos , no mundo inteiro, são como Trump ou Temer. (Raras exceções ). Que morram judeus - fiquemos com o dinheiro deles;  que morram muçulmanos - fiquemos com o petróleo e a terra deles;  que morram africanos e budistas - fiquemos com o marfim, as savanas, a terra, as florestas, os templos, que o baobá seja nosso! (ainda que não saibamos respeitá -lo e honrá-lo em sua majestosa secularidade); que morram os pobres ou, se quiserem viver, que nos sirvam.
Os ricos do mundo inteiro são como Trump ou Temer, com suas devidas quadrilhas! (Raras exceçoes). Cada um com suas Marcelas - umas dondocas emplumadas que se casam com velhos ricos porque aceitam vender a alma em troca do luxo e do requinte da luxúria em que vive afundada a burguesia -e que seus médicos ensinem ( vergonhosamente) como se mata uma empregada doméstica que virou Primeira Dama em seu país - Ah, Dona Marisa , que exemplo de sobriedade, amor, firmeza numa mulher de fibra!
Construa o muro para os mexicanos seu etnocêntrico compulsivo. Aumente o prazo para aposentadoria seu elitista ridículo aposentado aos 50 anos! O FUTURO DERRUBARÁ  SEUS MUROS E RASGARÁ SUAS LEIS.
Os ricos são,  não passam de, apenas e unicamente escória da humanidade! São lixo como seres humanos. Excluem, discriminam, roubam e matam sem nenhum escrúpulo,  sem culpa, sem remorso. Dominam o tráfico de armas, dominam o tráfico de drogas, dominam a produção de máquinas e o setor de construção civil. O Temer faz jantar de 200 mil reais para seus pares - dinheiro do POVO- porque quer dizer ao mundo que a carne brasileira, cheia de venenos químicos que produzem câncer em massa, é boa! QUANTO OS PECUARISTAS ESTÃO PAGANDO A ELE? Ou será  que é ele que está devolvendo -a nossas penas- o apoio que recebeu para o golpe?
No mundo inteiro a classe trabalhadora vive esperneando, fazendo barricadas, enfrentando a polícia,  aparelho repressor do estado reprodutivo,  que deseja , nas entrelinhas, uma sociedade estamental,  onde seu status quo permaneça preservado, e o proletariado viva em estado de servidão.
A ORDEM PARA NÓS,  O POVO, É SUBVERTER E TRANSGREDIR,  SISTEMATICAMENTE, A ORDEM DA BURGUESIA!

abril 28, 2016

Hoje começa uma nova era no blog da professora Lourdinha, assim como na vida dela.  Tecnologia a serviço de idéias que vao desconstruir esse sistema sórdido, que massacra seres humanos em nome do dinheiro, do lucro.

Hoje andei pensando: Alguém me falou que quando entra na agência da caixa, próxima ao vesúvio, e encontra lá aquelas pessoas dormindo, tem a gana de chutá-las e oolocá-las para fora. O que eu disse? Olha, o dinheiro tem onde dormir. Dorme guardado dentro de um cofre, enquanto pessoas não tem onde repousar!

Este é o sistema. É assim que funciona. E o aceitamos porque queremos ser os donos do dinheiro, queremos ser capitalistas, e o capitalismo nos ensina isso, que devemos nos preocupar  e focar nas questões econômicas.

Aí destruímos a natureza, ignoramos os outros, nos desvencilhamos da solidariedade, esquecemos do amor ao próximo e seguimos felizes e apressados, correndo para trabalhar mais, juntar mais, economizar mais, guardar mais e até, sempre que possível, enganar pessoas, contanto que saiamos ganhando.

O fim justifica os meios. Maquiavel vive! Jesus está morto

novembro 06, 2014

RUDE MÃE ÁFRICA

RUDE MÃE ÁFRICA
África

                                           Diacui Pataxó

o continente MÃE de todo o planeta,
o Continente mais velho e mais rico de toda a Terra,
Esfoliada,
Sucateada,
Explorada,
Roubada,
Vilipendiada,
Deflorada e estuprada,
Condenada à morte;
Suas crianças mortas de fome,
Suas mulheres prostituídas e
adoecidas,
Seus homens transformados em escravos.
A face desse continente-nação é a face da dor,
A cicatriz do sofrimento,
o olhar da tristeza.
O continente europeu  primeiro destruiu  suas próprias florestas,
extinguiu sua fauna e sua flora.
Não satisfeito, ávido por riquezas,
invadiu a África, há séculos,
e desde então
faz dela sucata, seu objeto de exploração, sua prostituta.
Come-lhe as entranhas, devora-a e depois deixa-a à mercê
de sua  própria sorte,
sem água, sem comida, sem teto, 
após havê-la usado  até o limite de suas forças.

outubro 16, 2014

BREVE REFLEXAO SOBRE AS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS

Maria de Lourdes da Silva

                                                                                         A disputa da eleição presidencial no Brasil, neste ano de 2014, reflete, em si, toda a trajetória do povo brasileiro, sua história, suas lutas, as guerras e guerrilhas, as revoluções.
De um lado temos um representante das elites insanas deste país, homem, branco, rico, culto (talvez), um coronelete nascido em berço de ouro, acostumado desde pequeno com o ambiente político e a ser servido por muitos “criados”. Seu grupo é aquele que governou o Brasil durante oito anos, no final do século passado, através do pseudo sociólogo que disse “esqueçam tudo que eu escrevi”, assim que se elegeu Presidente da República. Sua troupe neoliberal saiu por ai vendendo e sucateando o Brasil: venderam o BANEB, o BANESPA, o BANERJ, a TELEBAHIA, a TELESP, a TELEMIG, por pouco não venderam a PETROBRÁS. Durante o governo dos tucanos nenhuma universidade foi criada e o modelo de financiamento da casa própria partia de um piso que permitia apenas à classe média e aos ricos da vez comprarem suas casas próprias. Este governo representou o latifúndio, a propriedade privada, a exploração do trabalho. O sinhozinho vem de uma família tradicional da política mineira, a oligarquia Neves, no poder desde a Ditadura Militar, há mais ou menos 50 anos, portanto. Sua política elitista e sua prepotência de coronel nos remetem aos ricos decadentes deste país, apegados ao poder, acostumados a mandar e desmandar a seu bel prazer e de acordo as necessidades da manutenção de suas fortunas, ultrapassados, porque nunca foram capazes de repartir com o povo a “sua” terra. A resposta a esses poderosos o povo já deu nas urnas, no primeiro turno, entre outros Estados, na Bahia – com a derrota do Carlismo - e em Minas Gerais -com a derrota do candidato do Coronel Neves (como o intitula o professor Braulino Santana, no Raposa Felpuda).
Do outro lado temos uma mulher, forjada na militância política em defesa dos direitos dos cidadãos, da democracia, da liberdade. Uma mulher que não aceitou o Golpe Militar e se reuniu com seus pares combatendo o arbítrio, a impunidade, a violência, a tortura, o desrespeito aos civis, fossem eles professores, estudantes, jornalistas, advogados, políticos ou simples desempregados, fossem eles brancos, negros ou índios, homens ou mulheres... Foi presa e torturada no período da Ditadura Militar, enquanto seu adversário usufruía, junto com o vovô, das beness do poder ilegal e imoral do Regime. Pegou em armas sim, para defender o meu, o seu, o nosso direito de estarmos aqui hoje e podermos falar o que queremos e o que pensamos. Seu governo é marcado por um avanço nos direitos civis das chamadas minorias políticas, grande maioria da sociedade. A Lei Maria da Penha foi reforçada, ampliada, estendida às mulheres brasileiras através das DEAM’S. Criou mais de duzentas escolas técnicas, construiu universidades federais por todo o país, desenvolveu programas de inclusão nas mais diversas instâncias, garantindo as cotas para negros e estudantes oriundos de escola pública nas universidades federais e estaduais, e agora direito a cota em concurso público. Sua política social tem a marca da consistência, da seriedade, da sobriedade, do compromisso. Construiu e entregou mais de três milhões e meio de casas próprias no programa MINHA CASA MINHA VIDA, lembrando o detalhe que a casa é no nome da Mulher; garantiu o Bolsa Família tirando milhões de brasileiros e brasileiras da linha da miséria; construiu restaurantes populares por todo o país, onde o povo pode almoçar pelo preço de dois reais. O dinheiro do governo federal, como uma sangria desatada, levou 500 anos sendo derramado nos cofres particulares dos ricos deste país. A primeira tentativa de mudança deste fluxo deu num Golpe Militar financiado pelos EUA, no exílio de um Presidente que havia sido eleito pelo povo, na prisão, exílio e até morte de intelectuais, no incêndio da União Nacional dos Estudantes, e tantas outras arbitrariedades perpetradas pelo Regime, contra o povo, entre 1964 e 1985; isto sem falar da Cabanagem (no Pará, sec. XIX), da Conjuração Baiana (sec. XVIII) e de Canudos, (na Bahia, sec. XX), da Sabinada (em Recife, sec. XIX) e da Revolução Constitucionalista (em São Paulo, sec XX), entre tantas outras revoluções comandadas pelo povo, pelos índios, pelos negros, por mulheres, nos rincões deste país, isto é, na História do Brasil, quando os ricos percebem que não são os seus interesses que estão sendo a prioridade do governo federal ou estadual, eles se juntam com tropas militares ou paramilitares ( a UDR está aí a postos) enforcam crianças, destroem cidades inteiras, matam as lideranças ou forjam mentiras sobre elas, como o caso do Plano Cohem, no governo de Getúlio Vargas.
Então é isso: há apenas 12 anos nosso país mudou e tem conseguido manter um novo rumo, uma nova artéria foi desenvolvida, desta vez jorrando sangue e vida para as crianças das periferias, para as mulheres, para os negros, para os deficientes, para os pobres.
Todos sabem que é ideológico no mais visceral sentido Marxista, o discurso do candidato das elites, quando ele diz que representa a indignação do povo. É suscetível que ele represente alguma indignação, mas não a do povo. Das elites brancas, sim, que viram nestes últimos doze anos, negros e estudantes de escola pública entrando nas universidades estaduais e federais para cursar Medicina ou Direito; mulheres pobres, que sempre fizeram muitos filhos e todos viviam na miséria, recebendo agora o Bolsa família, que minimiza sua pobreza enquanto outros programas do governo atendem seus filhos e a ela, preparando um futuro menos perverso, mais promissor para a família; o governo tem um programa chamado A CAMINHO DA ESCOLA e manda bicicletas para as crianças matriculadas que moram longe do colégio, mas as bicicletas vêm para as prefeituras e aí a corrupção, a ganância, a usura emperram todo o processo. É ideológico porque ele tenta fazer o eleitor acreditar que ele é o libertador, quando ele é o carrasco e como dizia Karl Marx, tenta transformar em cúmplices do próprio carrasco aqueles que acredita sejam alienados ao ponto de deixar de votar em si mesmos para votar nele, pois nestes 500 anos sempre se investiu na perpetuação do analfabetismo, da ignorância, da miséria, da pobreza, da esmola, dos favores devidos aos coronéis.
E é aí que mora a diferença dos últimos doze anos da política brasileira: o governo investiu em educação, em médicos, em saúde, em moradia, em alimentação, em proteção aos civis e isso fez com que o cidadão esteja menos suscetível e fragilizado diante de seus antigos e centenários algozes, que desejam cooptá-lo, para logo depois descarta-lo, como soe acontecer. Parodiando a eminente professora Marilena Chauí, podemos dizer que neste processo começamos a abandonar a ingenuidade e os preconceitos do senso comum, a não nos deixar guiar pela submissão às ideias dominantes e aos poderes estabelecidos, a buscar compreender a significação do mundo, da cultura, da história.





outubro 13, 2014

Esse estatuto do SIMPI é uma vergonha

O Estatuto do SIMPI, elaborado, segundo ele mesmo, pelo advogado Jessé Melo, e, por incrível que pareça, aprovado em assembléia geral da categoria dá à Diretoria eleita 6 (SEIS) anos de gestão, e, se assim desejarem, podem prorrogar por mais 03 anos, sem consultar a base, com direito à reeleição, isto é, 18 anos no poder...  sem comentários.

setembro 29, 2014

ESTUDANDO O ESTATUTO

ART 54 - NÃO PODERÃO SER NOMEADOS MEMBROS DAS MESAS COLETORAS:
       I - os candidatos, seus cônjuges e parentes, ainda que por afinidade, até o 2º grau, inclusive.
       II - Os membros da Diretoria da Entidade.

A VERDADE SOBRE O SIMPI

A democracia e a resistência à opressão patronal são pilares de qualquer sindicato que não seja pelego.  Estimular a participação da categoria nas decisões e na vida orgânica da entidade e defender os interesses da categoria sem atrelamento político são fatores fundamentais para a construção de um sindicato forte e combativo.
Infelizmente tais premissas passam há léguas de distância da atual diretoria do SIMPI.  Como pode uma entidade que se diz democrática aprovar em  seu estatuto um mandato de seis anos (quando a maioria das entidades é de três) com direito à prorrogação de mais três - "se a própria diretoria declarar por sua maioria que deseja a prorrogação",  isto é,  não cabe à categoria decidir se a diretoria deve permanecer ou não por nove anos à frente do sindicato (com direito a reeleição! - 18 anos).!
Aí não adianta tapar o sol com a peneira:  ISSO É COISA DE QUEM QUER SE PERPETUAR NO PODER.
A atual direção do SIMPI também gosta muito de atacar o atrelamento político, mas nos governos de Fernando Gomes e Capitão Azevedo  gozou de uma certa "afinidade políotica", com direito à trânsito livre e cargos nos dois governos.  Membros da atual diretoria, inclusive, fizeram campanha pela reeleição de Azevedo, abertamente!
Quanto ao governo Vane, mesmo fazendo oposição, o grupo dirigente do SIMPI também indicou cargos, numa prova inconteste de que são da turma da boquinha; atitude antiética e imoral que envergonha toda a categoria.
Mas a categoria acordou e o Teatro de Mentiras da atual diretoria do SIMPI está chegando ao fim.  Cai o pano.  Fim do espetáculo antidemocrático e mentiroso.
              AUTONOMIA E LUTA

setembro 24, 2014

É O FIM DA APA DA LAGOA ENCANTADA?

                                                              Maria de Lourdes da Silva



“Que época terrível esta, onde idiotas dirigem cegos.” 
William Shakespeare

          Primeiro os companheiros do PCdoB invadiram a APA  da Lagoa Encantada, logo depois do rebuliço do início do Porto Sul.  Queimaram Mata Atlântica, expulsaram as famílias de micos que restavam por lá, sem falar nas antas e jacarés, últimos remanescentes de uma fauna que vem estuprada  há séculos, mas que o homem civilizado poderia preservar e reconstruir; porém os interesses escusos que motivam suas ações, impediu-lhes de fazê-lo.  Aliás, nem tão escusos assim, pois conseguiram legalizar o Porto e consequentemente a invasão da APA está justificada.  Como se o governo Federal não estivesse favorecendo os mais pobres com Moradia.  Ah, sei, mas o Governo Federal não poderia mandar construiro  minha casa, minha vida numa Área de Preservação Ambiental...

          A tal BAMIM, de capital asiático, já está aqui há alguns anos, vendendo ferro por conta dessa licença que só agora saiu, mas , óbvio, com um discurso de que está aqui em fase pré-operacional, inclusive preparando recursos humanos.

          Até título de cidadão Baiano o Presidente da BAMIM recebeu, sugerido pelos deputados Ivana Bastos, do PSD,  Cacá Leão, do PP,  Ângela Souza do PSD , Alan Sanches do PMDB e Maria del Carmem do PT.

          Quando Marilena Chauí (1980) inicia seu livro O QUE É IDEOLOGIA, ela o faz apresentando a teoria das quatro causas, de Aristóteles:

A teoria aristotélica das quatro causas, tal como foi recolhida e conservada pelos pensadoresmedievais, é uma das explicações encontradas pelo filósofo para dar conta do problema do movimento. Haveria, então, uma causa material (a matéria de que um corpo é constituído, como,por exemplo, a madeira, que seria a causa material da mesa), a causa formal (a forma que a matériapossui para constituir um corpo determinado, como, por exemplo, a forma da mesa que seria acausa formal da madeira), a causa motriz ou eficiente (a ação ou operação que faz com que uma matéria passe a ter uma determinada forma, como, por exemplo, quando o marceneiro fabrica a mesa) e, por último, a causa final (o motivo ou a razão pela qual uma determinada matéria passou a
ter uma determinada forma, como, por exemplo, a mesa feita para servir como altar em um templo).
(...). 
À primeira vista, essa teoria é uma pura concepção metafísica que serve para explicar de modo coerente e objetivo os fenômenos naturais (física) e os fenômenos humanos (ética, política e técnica). Nada parece indicar a menor relação entre a explicação causal do universo e a realidade social grega. Sabemos, porém, que a sociedade grega é escravagista e que a sociedade medieval se
baseia na servidão, isto é, são sociedades que distinguem radicalmente os homens em superiores – os homens livres, que são cidadãos, na Grécia, e senhores feudais, na Europa medieval – e inferiores – os escravos, na Grécia, e os servos da gleba, na Idade Média. Mas, o que teria a concepção da causalidade a ver com tal divisão social? Muita coisa.
          Não vamos aqui analisar toda a história da humanidade, queremos apenas fazer uma leitura 

          Será que nossos "amigos" mineradores e seus amigos do poder estatal são a causa  final dessa nossa saga pela manutenção da dignidade desta região, que há anos vinha sendo sucateada, vendida, leiloada pela Oligarquia comandada pelos Carlistas  e que agora,  passou a ser sucateada, vendida e leiloada pelos partidos de esquerda que desejam tão avidamente o desenvolvimento e por isso mesmo são capazes de vender a Mãe Terra para seus mais terríveis algozes?  Os patrões mudaram de atitude ? ou não?  

        Vige entre nós um sistema totalitário mercante que se autodenomina democracia liberal, mas nada tem de liberal nem de democracia e quer apenas   expandir esta nova expressão como uma linha de pólvora pronta para incendiar as mentes revelando a natureza profunda da dominação presente.
                                                                                                            Jean-François Brient 

          Então, o governo criou a APA e o governo deu licença à mineradora para sair acabando com tudo e extrair todo o minério de ferro que houver por aqui.  Este é o IBAMA  que merecemos.  O governo também fez vistas grossas para a invasão dos SEM TERRENO DE PRAIA, na área da APA. É claro que vão aparecer desculpas, justificando, como sóe acontecer,  o sucateamento da Mata AtlântIca, até negando-o, dizendo que é mentira, que há um compromisso de conservação da área, que existem ítens, na licença, onde as empresas estão obrigadas a cumprir obrigações com a proteção da fauna e da flora...

          E eu fico com o BRIENT novamente, desta vez citando a epígrafe de seu capítulo I: “Meu otimismo está baseado na certeza que esta civilização vai desmoronar. Meu pessimismo em tudo aquilo que ela faz para arrastar-nos em sua queda.”

          
         
          




Ferrovia Oeste-Leste
Última atualização por SOSLagoaEncantada em maio 9, 2010.
Distância total: 805.6 km
Trecho da ferrovia que ainda não existe mas que o governo da Bahia promete construir com R$ 6 bilhões e tempo recorde. Ela pode destruir a APA Lagoa Encantada e provocar a degeneração da região de Ilhéus. Tudo para atender uma única empresa, a BAMIN, de capital asiático.
 Porto Sul
Última atualização por SOSLagoaEncantada em maio 9, 2010.
O projeto pretende instalar numa área de preservação da Mata Atlântica um pesado complexo industrial que inclui um porto, um aeroporto, um terminal ferroviário e uma grande área de depósito do minério de ferro.
Ações ambientais

Para dar continuidade ao projeto, tanto o estado, quanto à Bamin terão que cumprir 38 programas básicos ambientais (PABs) e 26 condicionantes. Somente nos PABs, os investimentos previstos são de R$ 326 milhões, para ações como projetos de plantio e de apoio à atividade pesqueira.

Outros R$ 10,6 milhões devem ser cedidos a órgãos ambientais para medidas previstas pelo Sistema Nacional de Unidade de Conservação (Snuc).http://atarde.uol.com.br/economia/noticias/1624907-porto-sul-em-ilheus-tera-investimento-de-r-56-bilhoes


REFERÊNCIAS

Brient, Jean François. A Servidão Moderna
CHAUI, Marilena.  O que é Ideologia

http://atarde.uol.com.br/economia/noticias/1624907-porto-sul-em-ilheus-tera-investimento-de-r-56-bilhoes

 https://maps.google.com.br/maps/ms?msa=0&msid=205660668541358389976.00048636166cd48b11fc4&dg=feature

 

INVASÃO DA APA DA LAGOA ENCANTADA


DECRETO QUE CRIA A APA DA LAGOA ENCANTADA


PUBLICADO D.O.E.
EM 15/06/1993
DECRETO Nº 2217 DE 14 DE JUNHO DE 1993
Cria a Área de Proteção Ambiental da Lagoa Encantada, no Município de Ilhéus, e dá outras providências.
O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA
, no uso de suas atribuições, tendo em vista as disposições da Lei nº
3.858, de 03 de novembro de 1980, e com fundamento na Lei Federal nº 6.092, de 27 de abril de 1981 e na Resolução
CONAMA nº 10, de 14 de dezembro de 1988, e
considerando que a Lagoa Encantada e seu entorno, bem como o rio Almada na sua parte inferior, possuem
características ambientais e paisagísticas significativas com a presença de remanescentes da Mata Atlântica e
exemplares endêmicos e raros da fauna e flora local e regional, constituindo valioso patrimônio ambiental;
considerando que a região, por suas características naturais de apreciável valor cênico, favorece o desenvolvimento do
turismo ecológico, compatível com as exigências do desenvolvimento sustentado da região;
considerando, por fim, que, na forma da legislação vigente, a APA constitui o tipo de unidade de conservação mais
adequada, à disposição do Poder Público, para o ordenamento das atividades econômicas, sociais e humanas no interior
das áreas de interesse relevante para proteção ambiental;
DECRETA
Art. 1º
- Fica criada a Área de Proteção Ambiental - APA da Lagoa Encantada, no Município de Ilhéus, delimitada pela
poligonal descrita em coordenadas UTM, na forma do anexo único deste Decreto.
Art. 2º -
A administração da APA da Lagoa Encantada será exercida pela Empresa de Turismo da Bahia -
BAHIATURSA, à qual caberá dentre outras competências previstas na legislação própria, especialmente na Resolução
CONAMA nº 10, de 14 de dezembro de 1988:
estabelecer o plano de manejo da área, dentro do prazo de 12 (doze) meses, observada a legislação própria e respeitados
a autonomia e o peculiar interesse municipal;
promover a elaboração de projeto, visando a recomposição da fauna ictiológica com espécies endêmicas, bem como a
recuperação do potencial piscícola do ambiente aquático;
promover os meios para a implantação do Horto Florestal, visando propiciar os meios necessários à recomposição
florestal;
analisar e emitir pareceres para o licenciamento de empreendimentos na área, bem como fiscalizar as ações antrópicas
atuais.
Art. 3º -
O exercício do direito de propriedade na área da APA da Lagoa Encantada fica condicionado às restrições
contidas na Lei Federal nº 6.902, de 27 de abril de 1981.
Art. 4º -
Este Decreto entra em vigor na data da sua publicação, revogadas as disposições em contrário.
PALÁCIO DO GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA, em 14 de junho de 1993.
ANTONIO CARLOS MAGALHÃES
Governador
Waldeck Vieira Ornelas
Secretário do Planejamento, Ciência e Tecnologia
Paulo Ganem Souto
 Secretário da Indústria, Comércio e Turismo

https://www.youtube.com/watch?v=JJpJHs0IljA

Formação de professores

                                                                    Maria de Lourdes da Silva

Ontem fui a uma formação de professores da área de Humanas da Secretaria de Educação do Município de Itabuna, na Escola Técnica de Enfermagem.  Falamos da origem étnica e geográfica da cidade, do Rio Cachoeira e sua poluição, de como ele já foi límpido, as pessoas banhavam-se em suas águas,  podia-se comer sem medo o peixe que ali se pescasse.  Falamos da criticidade que devemos provocar no aluno e de como cada tema, problematizado, pode levar ao exercicio da cidadania.  Falamos sobre o indivíduo  (re)-conhecer-se no conteúdo curricular que lhe está sendo trazido.

Voltei pra escola toda feliz, comentando a formação sobre Cartografia.  Aí o colega disse:  que negócio mais atrasado, no fim do ano vem ensinar Cartografia!  então a outra colega falou: é que é para o ano que vem... e outra disse ainda: a Formação de Professores é para que alguém ganhe dinheiro...

Como sou muito precipitada, tentei controlar-me, calei-me.  Fui refletir.

Pode até ser que eles tenham razão, mas era tudo novo só para mim ou para eles também?  porque se era novo para eles, por que então estava atrasado? Quem está atrasado mesmo? e se a professora orientadora realmente trouxe um bom trabalho, efetivou um projeto, deu uma boa aula, por que não deveria ela ganhar pelo que fez?

Ainda temos três meses de aula.  Podemos usar esse novo conhecimento por agora?  Penso que sim.

Sei que a gente quer criticar, devemos fazê-lo.  Mas nosso compromisso com a verdade deve estar acima de nossas briguinhas internas e nossas intrigas particulares.

AS ERAS

                                                        BRAULINO SANTANA



 Queridos leitores, copiei para vocês o texto do ilustríssimo professor pensador Bahiano Braulino  Santana.
A ele, minha homenagem, meus respeitos.
http://bp.santana.zip.net/arch2014-06-08_2014-06-14.html

A RAPOSA FELPUDA
10/06/2014


As eras

As grandes corporações de mídia - Rede Globo, portal UOL (Folha de S. Paulo), o grupo Abril (revista Veja à frente), as redes católicas (Canção Nova à frente), - grupos abertamente racistas, anti gays, anti pobres, anti faveladas, manipulam os jovens com as mais descaradas mentiras.

Não lembram aos jovens o que era o mundo anterior ao governo Lula. Não lembram aos jovens o que significou Tancredo Neves (que apoiou o Regime Militar, conchavou-se com Sarney se aproveitando do golpe anti diretas-já) - e o que significará o seu herdeiro Aécio Neves.

A juventude de Facebook está praticamente entregue aos valores dessas corporações. Elas nunca pautam o que de fato interessa ao avanço social no Brasil: discussões, como a descriminalização do aborto (e todas as suas consequências para a proteção de mulheres em estado de vulnerabilidade social); uma reflexão baseada em dados que faça frente a cantilenas de que vivemos no país da impunidade (como assim, se temos uma população carcerária de inacreditáveis 715 mil pessoas presas, a terceira maior do mundo?); debates sobre o marco regulatório contra a reserva de mercado de mídia, concentrada nas mãos de três a quatro famílias no Brasil; o enfrentamento do crescimento de grupos religiosos, que trazem consigo autoritarismo e fundamentalismo.

Para os jovens incautos de Facebook, professoras-madames-universitárias  noveleiras, pretos subservientes assinantes dessas revistas-esgoto e telespectadores dessas redes de televisão racistas, é sempre bom lembrar o que era o país antes e depois da era Lula. Vou elencar alguns fatos de memória, e reafirmar a minha posição política bem clara: vou votar em Dilma; fazer campanha pra Dilma; escrever em favor da campanha de Dilma; e contribuir financeiramente com a campanha de Dilma. E mais, teremos a melhor copa mundial de futebol da história, pois vai ser a copa no Brasil, o maior time de bola da história. Já comprei a minha fita verde e amarela, e algumas bananas, para jogar no campo dos adversários militantes inconsequentes da torcida ignorante dos “não vai ter copa”.

I.A era pré-Lula

1.Donas de casa fiscais do Sarney
2.Confisco da poupança
3.Apagões de FHC (FHC obrigou o país a racionar luz)
4.Dependência do FMI (o golpe do discurso do enxugamento, do corte de gastos)
5.Falta de universidades (raros concursos públicos empregados na educação)
6.FHC e seu ministro da Educação pau-mandado-do-mercado cogitaram privatizar as universidades federais
7.Subida descontrolada da inflação na época de FHC
8.FHC mandava grampear telefones
9.Todo mundo com mais de quarenta anos lembra da figura do engavetador-geral da União – hoje as denúncias são investigadas   
10.O fascismo na Bahia (com a anuência da revista Veja) contra os manifestantes na festa dos 500 anos
11.FHC doou 1,6 bilhão de reais ao banco Marka-Fonte Cindam (Cacciola)
12.Massacre de Eldorado dos Carajás
13.FHC e suas falcatruas na Expo 2000
14.Descontrole da dengue na era FHC e Paulo Souto (Jequié, coitada, a cidade mais prejudicada da Bahia, mesmo se orgulhando de ter dado à Bahia alguns governadores)
15.Reajustes de 580% na telefonia na era FHC
16.Pibículo de FHC
17.A fraude de mais de 2 bilhões na SUDAM de FHC
18.Aposentados “vagabundos” e povo brasileiro “caipira” (FHC era boca dura)
19.FHC planejava privatizar a Petrobrás, e transformá-la em Petrobrax
20.FHC quebrou o monopólio sobre o petróleo e permitiu que empresas estrangeiras explorassem as nossas jazidas
21.FHC impediu que a Petrobrás buscasse empréstimos no exterior
22.A gangue na Petrobrás (denunciada por Paulo Francis em 1997)
23.O escândalo da compra de votos para a reeleição de FHC (200 mil reais por deputado)

II.A era Lula e pós Lula

1.Bolsa família (o programa de distribuição de renda mais admirado do mundo)
2.Entre 2010 e 2014, 16 bilhões de reais serão arrecadados com impostos deixados pela FIFA nos gastos das obras da Copa (segundo a Ernst & Young e a Fundação Getúlio Vargas)
3.O primeiro preto da história no STF
4.22 milhões de pessoas deixaram a linha de pobreza
5.Programa Mais Médicos  
6.Inflação anual - Dilma: 6,08% - Lula: 7,53% - FHC: 12,4%.
7.Em 2002, a Petrobrás valia 15,5 bilhões de dólares. Em 2012, 126 bilhões. O lucro da Petrobrás em 2002: 8,1 bilhões. Em 2012, 21,2 bilhões. A receita da Petrobrás em 2002: 69,2 bilhões. Em 2012, 281,3 bilhões.
8.A maior valorização (em termos salariais e em termos de condições de trabalho) da CEPLAC, no Sul da Bahia, da história.
9.Taxa de desemprego (Dilma, 2014): Japão (4,1); Alemanha (5,3); Brasil (6,7); Canadá (7,1) Reino Unido e Estados Unidos (7,5); França (10,5); Itália (12,2); Portugal (16,9); Espanha (26,7) 


Escrito por BRAULINO SANTANA às 01h37

setembro 18, 2014

SIMPI DESCONHECE DECISÃO JUDICIAL

Nota de esclarecimento de Processo EleitoralQUE É ISSO, COMPANHEIRO?  Chamar colegas de trabalho, filiadas ao sindicato, de aventureiros, apenas porque querem colocar uma chapa para disputar a diretoria da Instituição?  Isso só prova sua desqualificação para o processo eleitoral, democrático, político, do exercício da cidadania.
Quer dizer que se estivéssemos de "cu" tremido, caladinhos, esperando o dia que vocês marcaram para se reelegerem, seríamos bonzinhos e estaria tudo bem, mas como quisemos participar do processo, somos aventureiros e vocês são os profissionais?  Seu edital pode até ser legal, mas é imoral, tanto quanto seu estatuto, que será revisto imediatamente, assim que os opositores vencerem as eleições.
Por que não querem disputar?  Estão pensando que o Sindicato é propriedade particular?
Lembrem-se, colegas, as aventureiras foram vocês, que orientadas pelos advogados do mais feroz alcaide de Itabuna, com os professores, destruíram um sindicato histórico, para a partir de então, favorecê-lo, a ele e a seus sucessores.

O MAIS EDUCAÇÃO

O mais educação é um projeto excelente, que põe a criança o dia inteiro na escola.  Ela socializa, faz atividades diversificadas como esportes e artes, danças e jogos, músicas... mas, convenhamos, para ter o mais educação na escola, precisamos de banheiros. Banheiros para as crianças tomarem banho entre um turno e outro.  Chegarem limpas e asseadas à tarde, para começar a aula do ensino regular.  Temos aqui um bom refeitório.  A comida é muito boa, de primeira qualidade.  A cozinha é uma limpeza só!  Mas o banheiro faz-se urgente.
Quem tiver ouvidos para ouvir que ouça.  Quem ouvir, fuxique,  até se conseguir um banheiro.